Dúvidas ? Entre em contato conosco.

Ao longo das atividades do dia a dia esquecemos muitas vezes de uma atividade corporal ininterrupta: a respiração. Além de ser uma questão biológica que nos mantêm vivos, ela é de extrema importância para inúmeros outros momentos da nossa vida. Dar mais atenção a sua respiração pode te acalmar, controlar ansiedade e melhorar o funcionamento do metabolismo. E fique atento: a respiração pode afetar seu treino.

Como devemos controlar nossa respiração adequadamente? Essa é uma daquelas perguntas com diversas respostas. Mas há um fator invariável dentro delas: durante a execução de uma atividade física, cada um precisa se sentir confortável com a própria respiração. Isso pode acabar ajudando ou atrapalhando sua prática.

Conheça seu corpo

Fixar-se somente em um padrão de respiração durante os esforços de um treino pode ser incômodo e provocar falta de coordenação. Isso pode ainda ser capaz de causar dores e uma fadiga antecipada. Portanto, é preciso entender os limites do seu corpo para poder evitar situações desagradáveis. Quebre padrões durante seus exercícios até conhecer o as formas que mais te agradam.

Conheça seu treino

A variação da intensidade de seus exercícios será um fator determinante para controlar a sua respiração. E junto a esse fator, estão seus objetivos, que também variam entre diferentes tipos de treino. Por isso, controlar sua respiração de determinadas maneiras será tão variável quanto a intensidade entre um treino aeróbico e a musculação.

No treino aeróbico, quanto mais intensa for sua prática, maior será a necessidade de oxigenação. Por essa razão, a respiração apenas pelo nariz ficará mais difícil, sendo fundamental respirar também pela boca. Já na musculação, a expiração deve ser feita pela boca e no momento do esforço, inspirando no momento de descanso ou retorno do movimento.

Reparou que você continuou respirando até o final desse texto? Comece a prestar mais atenção na sua respiração e leve apenas benefícios para sua vida – e seu treino. E é importante ressaltar que esse é um texto informativo. Apenas médicos e outros profissionais habilitados podem orientar cada um de acordo com suas individualidades.

 

Compartilhar o post

Deixe seu comentário aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *